Bruna Wan passou os últimos quatro meses fora do Paraguai onde vive com a família, por conta da pandemia de coronavírus. Na semana passada ela pôde voltar ao país, mais precisamente à Ciudad del Este, no Paraguai, onda mora. No entanto, para que isso fosse possível precisou seguir protocolos que incluem passar a quarenta em um hotel em CDE.

Quem conhece Bruna sabe que ela tem no coração a paixão e o amor pelo seu país, o qual acolheu ela e sua família e tem realizado muitos de seus sonhos dentre eles o Shopping Lion, legado de seu pai.


No dia (16), Bruna Wan voltou a travessar a Ponte da Amizade, depois de tanto tempo longe, e as emoções afloraram. Ela registrou esse momento marcante em uma série de stories no Instagram e quem acompanhou pôde perceber em sua voz a emoção, além de ficar por dentro das regras do país vizinho quanto a entrada dos moradores.

Vale destacar que a empresária teve o cuidado de imprimir inúmeras cópias de seus documentos e aprovações para cada etapa de sua entrada no Paraguai. Bruna pediu a solicitação de entrada no consulado Paraguaio e em uma semana conseguiu a liberação. Ela lembra que o processo não é burocrático.

Primeira etapa

A primeira barreira que Bruna encontrou foi a da aduana brasileira realizada pelo Exército. Nela foi apresentado seus documentos de identificação e revistada sua bagagem. A sua amiga Tatiana Pereira foi quem a levou até a aduana paraguaia, para isso precisou validar a entrada no país vizinho.

Segunda etapa

Na aduana paraguaia Bruna chegou para dar entrada na imigração. Para entrar no país todos os cidadãos tem um código de licença. Depois de conseguir a liberação da migração, foi realizada uma higienização na bagagem com álcool. Fora da imigração já lhe esperava o motorista Martin, para levá-la até o hotel onde no momento ela cumpre a quarentena.

Por isso perguntamos a Bruna qual foi a sensação ao passar pela ponte novamente.

“Passar ali e não ter movimentação foi um sentimento de tristeza, e chegando na aduana brasileira e ver tanta barreira e tanta fiscalização me deu um aperto sem igual.”

Bruna Wan

A influencer conta que quando termina a imigração, a polícia faz escolta para garantir que as pessoas cheguem ao destino. Mas como ela já estava indo direto ao hotel e o motorista já conhecia o trajeto, não foi necessário.

Chegando no hotel foi necessário cumprir o preenchimento do documento de reserva e em seguida ir direto para a acomodação. O quarto que Bruna está é composto por: cozinha, banheiro e quarto – sem varanda. Tem também utensílios para a limpeza realizado pelo próprio hóspede. É nesse hotel que Bruna ficará 17 dias isolada, pois é necessário esse período de isolamento para cuidados de possíveis sintomas da Covid-19.

Mesmo em quarentena ela continua trabalhando e divulgando sua empresa. Apesar de estar em isolamento, Bruna não deixa de trabalhar e seguir uma rotina regrada, mostrando o quão valioso é sempre estarmos organizados e termos nossas metas cumpridas.

Quais são as expectativas de Bruna para essa quarentena e como ela tem se sentindo nesses dias?

“Estou muito feliz, estou recebendo carinho de muitas pessoas, seguidores, amigos, fornecedores de todo mundo. Incrível a positividade que estou sentindo e a energia boa que o pessoal transmite, tenho certeza que esses 14 dias passarão muito rápido.”

Ela também destaca a força do povo paraguaio:

“Sempre quando chego perto da aduana paraguaia olho aquela bandeira sabe, e vejo quanto as pessoas são orgulhosas de serem paraguaias e quão patriota eles são, e eu me sinto um pouco paraguaia também pelo tempo que vivo aqui e trabalho aqui. Sempre me receberam bem.”

Bruna Wan no hotel em quarentena / Instagram – @lioncde

Toda a redação da 100fronteiras deseja uma boa estadia com saúde para Bruna e que ela volte logo a suas atividades em família. Lembrando que o Shopping Lion continua realizando entregas no Paraguai, com toda segurança e qualidade.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião