Matéria publicada originalmente na edição 124 da Revista 100fronteiras, janeiro de 2016.

Todo fim e início de ano é o mesmo dilema. As pessoas aproveitam tudo o que podem, comem de tudo o que tem vontade e depois ficam com peso na consciência pensando na tal da dieta. Diante disso, entram em cena nutricionistas que dão dicas e receitas valiosas para você voltar ao peso ideal de forma saudável e sem transtornos.

A nutricionista Magda Stapf Amancio, da Clinica Emagrecentro, respondeu a algumas duvidas comuns entre as pessoas e também repassou dicas de como manter uma vida saudável.

“A alimentação inadequada provoca vários tipos de doenças. Os insucessos em alguns tratamentos são devido a fatores que influenciam nossa saúde. Estes fatores vão desde nosso ambiente de trabalho, nossa casa, às variações do clima, às radiações que não vemos, mas que nos afetam, nossa ativida de física, ou a ausência dela, as emoções e a alimentação”.

Explica Magda.

100f: Ano novo, vida nova… Quero entrar em forma de maneira saudável. Quais os primeiros alimentos que preciso incluir na minha dieta? Por quê?

Magda: exagero nas comemorações do fim de ano não deve ser compensado por dias e dias de uma excessiva restrição. O resultado poderá ser o oposto do que é desejado caso você não suporte a fome. O ideal é, nas refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), consumir alimentos com maior volume e menor quantidade energética, como frutas, legumes, verduras, além de cereals integrais (por exemplo, arroz integral).

Que alimentos têm efeito mais rápido no organismo e ajudam a diminuir percentual de gordura?

Magda: iogurte desnatado, fibras, água gelada e pimentas, de acordo com um estudo feito pelo médico especializado em nutrologia Thiago Volpi, de São Paulo. Cinco alimentos que não podem faltar e auxiliam na queima de gordura, definição muscular e aceleração metabólica são:

• Integrais (pães, arroz e massas);

• Tubérculos (batata-doce, batata yacon, aipim, inhame);

• Carnes (frango sem pele, gado magro, peixes);

  • Verduras e legumes;

• Farinhas e farelos integrais e fonte de gorduras boas.

Cinco alimentos que devem ser evitados:

  • Açúcar;

• Doces;

  • Salgadinhos;

• Frituras;

  • Congelados.

O que é dieta detox e quando podemos fazê-la?

Magda: existem dietas desintoxicantes que eliminam completamente o uso de fontes alimentares de macronutrientes (carboidrato, gordura e proteína), utilizando líquidos, contendo apenas frutas e hortaliças durante o período da dieta. É importante ressaltar que os macronutrientes fornecem energia e fazem com que a massa muscular não seja catabolizada. Então, durante uma dieta detox, devem ser ingeridas fontes alimentares de carboidrato (arroz integral, chia, amaranto), proteína (peixe, frango) e gordura (nozes, castanha-do-pará, azeite de oliva). A dieta detox não pode ser feita por muito tempo. Dependendo da composição da dieta, pode ser feita de cinco a 15 dias.

É possível somente ter uma alimentação saudável sem fazer a prática de exercícios físicos?

Magda: na maioria das vezes, as pessoas consomem mais calorias através da dieta do que gastam e acabam engordando se não tiverem um cuidado especial com a alimentação. Uma pessoa perde peso quando consegue realizar um “balanço energético negativo”, ou seja, ingerir menos calorias e/ou aumentar o gasto energético em atividades do dia a dia e na prática de algum exercício físico. É possível, sem sofrer e sem ficar contando calorias. É tudo uma questão de mudança de hábitos. Abandone a TV e coma calmamente na mesa de jantar. Troque o copo gigante de refrigerante por outro menor. Não tem tempo de ir pra academia? Deixe o carro em casa no fim de semana e vá a pé ao cinema, à padaria, ao restaurante. É importante lembrar que o sono também é fundamental. Dormir bem pode ajudar a regular o relógio biológico e a produção de hormônios e ser benéfico ao emagrecimento.

Dicas

Elimine do seu cardápio por um ou dois dias:

  1. Qualquer tipo de carne (vermelha, frango ou peixe): por serem proteinas animais e terem gordura, exigem um maior trabalho digestivo. Isso facilita a digestão.
  2. Bebidas alcoólicas, pão, açúcar, queijo, leite ou qualquer tipo de produto industrializado.

Acrescente ao seu cardápio:

  1. Água, chás e sucos, como água de coco, suco de abacaxi com hortelã, sucos verdes com maçã, aipo, gengibre e couve. Chá de dente-de-leão, cavalinha, hibisco, erva-doce ou cabelo de milho ajuda a ter uma retenção de liquidos menor. Além de frutas.
  2. Folhosos e legumes que aumentam a detoxificação: brócolis, couve-flor, couve, repolho, brotos, folhas de mostarda, agrião, rúcula. Esses alimentos estimulam enzimas no fígado responsáveis pela eliminação de toxinas de maneira mais rápida. Os folhosos de sabor mais amargo são ótimos, pois ativam o funcionamento do fígado e da vesícula biliar de modo a eliminar toxinas e a melhorar a digestão.
  3. Frutas cítricas ajudam a detoxificar o organismo. Tome pela manhã antes do suco uma xícara (de chá) de água morna com limão espremido e uma raspinha de gengibre. Evite tomate e cenoura, que são um pouco mais acidificantes.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião