O Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social do Paraguai, está, em suma, integrando uma rede de vigilância (fiscalizar) em conjunto com várias instituições.

Elas estão trabalhando para conseguir sequenciar o vírus e confirmar ou afastar suspeitas da nova variante Delta do COVID-19.

A República Argentina, portanto, informou sobre a detecção da variante Delta em seu território.

Teve a confirmação que entre os que testaram positivo, estavam dois argentinos que participaram de um congresso em Caracas.

Estes tiveram PCR negativo, mas dois ou três dias após a viagem apresentavam sintomas.

Após a produção de outro teste, o resultado para ambos foi positivo.

Assim, foi que se iniciou os estudos para conclusão sobre a nova variante do coronavírus, chamada Delta.

covid-19-coronavirus-pandemia-2020
Foto: Reprodução internet.

Detectou-se após alguns dias, a nova variante Delta.

A OMS relata, que a variante Delta teve detecção em 80% do planeta.

Em alguns países, por exemplo na Europa, 60% ou mais das amostras são positivas para a variante Delta.

No Paraguai, não há casos confirmados da nova variante, mas há a notificação de alguns casos suspeitos.

Portanto, vale ressaltar que:

  • O Laboratório Central de Saúde Pública, assim como a Direção-Geral de Vigilância em Saúde e outras instituições, compõem uma rede de vigilância.
  • Ela serve para poder sequenciar os casos no país.
  • Um dos resultados, é a descrição das diferentes linhagens.

Em suma, vê-se que hoje a variante brasileira do coronavírus, denominada P1, continua a predominar.

Viajantes no Paraguai

FOZ DO IGUAÇU, PR – 21.03.2020 – CORONAVIRUS-PR – Na foto Ponte da Amizade sentido Paraguai.(Foto: Paulo Lisboa)

A partir desta quarta-feira (21), viajantes que queiram adentrar ao país vizinho, ou seja, o Paraguai, para viagens ao interior ou à capital Assunção, estarão sujeitos a novas medidas de fiscalização.

Serão, portanto, feitas em locais como a Ponte Internacional da Amizade.

Estas fiscalizações serão feitos no momento do registro do ingresso no país, no balcão da Direção-Geral de Migrações.

O Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social diz que, para ser autorizado a entrar no território paraguaio, em suma, necessita mostrar resultado negativo.

Visando o teste do tipo RT-PCR.

Também será preciso mostrar o certificado de vacinação internacional contra a febre amarela.

Quem for de fora do Mercosul terá, também, de contar com seguro médico internacional.

Diferenças nas regras para fiscalizar

como ir de foz para o paraguai
Ponte da Amizade, ligando Foz do Iguaçu e Paraguai. Foto: 100fronteiras

A principal diferença com relação às regras anteriores de fiscalizar, é que haverá uma exigência de quarentena obrigatória, de no mínimo cinco dias.

Cumpre-se em:

  • Hotel;
  • Domicílio;
  • Albergue.

Estes, mantido pelo governo local.

No quinto dia, será necessário fazer um novo teste de detecção do Sars-CoV-2.

Em Foz do Iguaçu, como fica a fiscalização?

O comunicado de novos controles para fiscalizar, gerou dúvidas sobre a circulação das pessoas de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este.

Estas pessoas não serão afetadas pelas novas medidas do governo do país vizinho.

Para os brasileiros que cruzam a fronteira pela manhã, passam o dia no lado paraguaio e retornam à Foz na parte da tarde, poderão, portanto, continuar a fazê-lo.

Sem quaisquer alterações na suas rotinas.

Veja mais

Penso não ser uma pessoa que saiba, mas que busca o conhecimento

Comentários

Deixe a sua opinião