O intestino é considerado o nosso segundo cérebro. Quando ele não funciona bem, alterações podem acontecer no nosso humor, como uma tendência à ansiedade e irritabilidade. No entanto, falar sobre problemas relacionados ao intestino, reto e ânus ainda são considerados um tabu pela sociedade, o que acaba dificultando a ida das pessoas ao médico. 

Mas para descomplicar esse assunto e proporcionar às pessoas uma maior segurança, o Dr. Muhamed Hijazi vem desenvolvendo em Foz do Iguaçu um intenso trabalho esclarecendo mitos e verdades relacionados a essa área médica.

Dr. Hijazi: um jovem doutor

O jovem médico de 30 anos é iguaçuense e descendente de uma família libanesa. Quando decidiu seguir a carreira médica viu uma grande oportunidade de atuar na área de coloproctologia, que tem bastante carência em Foz do Iguaçu e região.

Dr. Hijazi - médico coloproctologista
Dr. Hijazi em sua sala equipada com alta tecnologia. (CRM/36.402 – RQE/28225)

“Quando eu terminei a faculdade de medicina em Vassoura (RJ), me inscrevi para fazer residência médica em cirurgia geral, pois para fazer a especialização em coloproctologista, antes é preciso ser cirurgião-geral. Na época tive oportunidades de fazer a residência em outras cidades, mas optei por Foz do Iguaçu porque sou iguaçuense e vi uma oportunidade de atuar aqui, onde há uma grande carência de profissionais nessa área”, explica.  

Com isso, ele finalizou a residência e fez uma segunda residência na PUC de Campinas. Voltou a Foz do Iguaçu em março deste ano, sendo um dos poucos profissionais que são especialistas na área na cidade.

Entendendo a coloproctologia

O coloproctologista é um cirurgião especializado em tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos de doenças do intestino, reto e ânus.

O profissional trata doenças como: doença hemorroidária, fissuras anais, abcessos perianais, fístulas perianais, lesões pós-cirúrgicas do ânus, doenças sexualmente transmissíveis, prolapso retal, constipação, incontinência anal, tumores benignos e malignos do intestino grosso, do intestino delgado e do reto, doença diverticular do intestino, doenças intestinais inflamatórias específicas e não específicas, tais como retocolite ulcerativa inespecífica, doença de Crohn, doença pilonidal.

Consultório do Dr. Hijazi
Detalhes do consultório.

Ou seja, o coloproctologista é o responsável por garantir que seu sistema intestinal funcione corretamente, garantindo assim uma maior qualidade de vida, tanto física quanto mental, porque, como dito inicialmente, o intestino é o nosso segundo cérebro. 

 “Eu escolhi a área da coloproctologia, pois é uma área bem completa da medicina, onde você atende em consultório, realiza exames, faz cirurgias. Além disso, entendo a importância que meu trabalho de quebrar o tabu sobre esses assuntos tem”, ressalta o doutor.

Uma clínica que cuida de você

O cirurgião geral e coloproctologista Dr. Hijazi e o sócio Mohamed Omairi, cirurgião do aparelho digestivo, atendem no Instituto de Cirurgia e Coloproctologista. Lá, realizam exames de endoscopia, colonoscopia, além de atenderem as especialidades de coloproctologia, gastroenterologia, cirurgia geral, cirurgia do aparelho digestivo e contam com uma psicóloga.

Dr. Hijazi - médico coloproctologista e Dr. Mohamad
Dr. Hijazi e Dr. Mohamad Hassan Omairi.

A clínica é composta por dois consultórios, uma sala de exames, uma sala de recuperação e recepção. “Eu trabalho realizando exames, tratamentos e pequenos procedimentos relacionados a coloproctologia. Já as cirurgias eu realizo em um hospital”.

Uma atenção especial à saúde

Dr. Hijazi tem especialização no tratamento de câncer colorretal. Na clínica ele realiza o rastreio do câncer colorretal. Para isso, utiliza-se da colonoscopia, um exame que identifica se há alterações no sistema intestinal dos pacientes.  “Meu trabalho é ajudar o paciente a recuperar a qualidade de vida e esse tipo de câncer é extremamente evitável, por isso é muito importante que as pessoas realizam o exame de colonoscopia após os 45 anos de idade e em casos onde há históricos de pessoas com câncer colorretal na família, que o façam antes.  Quando o paciente vem até nós apresentando queixas é porque o câncer já está avançado, por isso é importante buscar a prevenção”.

Nesse caso, o Dr. Hijazi explica que é possível prevenir o câncer por meio de uma alimentação saudável, isenta de alimentos industrializados, praticar atividades físicas e beber muita água.  Outros cuidados relacionados a essa e demais áreas, como o reto e o ânus, também devem ser tomados. “É preciso ficar atento quando há alteração no trânsito intestinal, como diarréia ou constipação (infrequência na evacuação), sangramento nas fezes, dores abdominais e inchaço no abdômen. A anemia também pode ser um sinal de que há algo errado no seu sistema digestivo. Portanto, reforço que é preciso procurar um especialista quando sentir que tem alguma alteração em algum desses locais”, finaliza.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião