A companhia chilena JetSmart iniciou seus voos de Foz do Iguaçu a Santiago (Chile) no início de janeiro de 2020, os voos eram feitos duas vezes por semana, na quinta-feira e domingo, mas teve de ser encerrada por causa da pandemia da covid-19. Além de Foz do Iguaçu, a empresa também trabalhava com voos para Salvador (BA) e tinham projetos para fazer ligação a São Paulo.

Desde sua suspensão de voos, a empresa não havia divulgado seu retorno ao Brasil, mas recentemente houve atualizações. A JetSmart está programando seu retorno regular para Foz do Iguaçu, que deve ser iniciada em 2 de setembro. Como da primeira vez, os voos serão programados duas vezes por semana nas quintas-feiras e aos domingos, com o Airbus A320.

Esperança para Foz

A volta dos voos diretos com o Chile pode aquecer o turismo internacional em Foz do Iguaçu. Desde o início da pandemia, a vinda de estrangeiros para a cidade foi baixa. Em 2019, na época em que Foz do Iguaçu era movimentada, mais de 2 milhões de pessoas visitaram o Parque Nacional do Iguaçu e 48% eram de outros países.

Neste ano, de janeiro a abril, 155.989 pessoas passaram pelo Parque Nacional do Iguaçu, e apenas 12.177 pessoas eram estrangeiros de pelo menos 80 países diferentes. Isso representa 0,9% da visitação de estrangeiros nas Cataratas do Iguaçu.

A Companhia JetSmart

A JetSmart é uma companhia aérea sul-americana ultra low cost (voos econômicos), foi fundada pela empresa de capital privado Indigo Partners. Antes da pandemia a operação de voos eram mantidas no Chile, Argentina, Peru, Brasil e Colômbia.

A JetSmart oferece tarifas baixíssimas para a América do Sul. No site da empresa, a companhia informa que as datas, horários e local dos voos estão sujeitos a alterações conforme a necessidade.

Os bilhetes podem ser comprados clicando aqui.

Companhia chilena Jetsmart irá retomar seus voos para Foz em setembro
Foto: Companhia JetSmart
Democracia Inabalada.

Comentários

Deixe a sua opinião