Biblioteca da PGE-PR completa 70 anos e abre exposição para comemorar a data

240

Organizada pela Coordenadoria de Estudos Jurídicos e Diretoria-Geral da PGE-PR, a exposição “70 anos da Biblioteca da PGE/PR” fica aberta para visitação de 19 a 23 de agosto

A Biblioteca da Procuradoria-Geral do Estado do Paraná completa 70 anos no próximo dia 19. Para comemorar a data, a Coordenadoria de Estudos Jurídicos e a Direção-Geral da PGE-PR organizaram a exposição “70 anos da Biblioteca da PGE/PR”, que contribui para o resgate da memória institucional dessas sete décadas. A solenidade de abertura da exposição acontece no dia 19 de agosto, às 15 horas, no andar térreo do edifício sede da PGE-PR, em Curitiba (Rua Paula Gomes, 145 – São Francisco). A mostra fica aberta para visitação de 19 a 23 de agosto, das 9 às 12h e das 14 às 18h.

A organização da exposição ficou a cargo dos servidores Patrícia Rezende, Paulo Collaço e Gizelle Valim dos Santos, bem como da procuradora-chefe da Coordenadoria de Estudos Jurídicos, Leila Cuéllar. “Durante a pesquisa em arquivos internos, constatou-se que muitos documentos e fotos foram perdidos ou descartados. Por meio de outras instituições, como o Departamento Estadual de Arquivo Público, a Biblioteca Pública do Paraná e o Museu Paranaense, além da contribuição de procuradores e servidores, ativos e aposentados, foi possível consignar materiais e até mesmo doações de documentos relativos à PGE e que foram selecionados para esta primeira exposição, singela, que trata da Biblioteca, mas também homenageia a própria PGE”, explica a procuradora-chefe Leila Cuéllar.

No mês de maio, a Escola Superior da Procuradoria-Geral do Estado, em parceria com a Biblioteca, realizou no auditório da instituição evento sobre “Atualidades da Pesquisa Jurídica: Fontes de Informação e Organização”, com exposições da Dr. Paula Carina de Araújo (Bibliotecária na UFPR) e dos servidores da PGE Patrícia Souza Santos de Rezende (Bibliotecária da PGE) e Paulo Collaço (Historiador e estudante de Biblioteconomia). O evento deu início às celebrações dos 70 anos da Biblioteca. Localizada na sede da PGE-PR, funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 12h e das 13h30 às 18h.

História

De acordo com a procuradora-chefe, a Biblioteca da PGE possui papel relevante no auxílio ao desenvolvimento das atividades da instituição. “Seu acervo, eminentemente jurídico, possibilita a pesquisa de doutrina, legislação e jurisprudência, ferramentas essenciais para a realização das atividades da Procuradoria. Além disto, a Biblioteca tem a guarda de alguns documentos institucionais, como os pareceres que antes eram impressos e encadernados”, salienta Leila Cuéllar.

“A percepção que tenho é a de que a importância da Biblioteca cresceu, o acervo se diversificou e se modernizou. Os procuradores, servidores e estagiários da PGE, principais usuários, procuram cada vez mais a Biblioteca. Trata-se de espaço de pesquisa e de estudo fundamental para o trabalho da Procuradoria”, destaca a Coordenadora.

“A Biblioteca da PGE ocupa um lugar fundamental em minha vida, não apenas em razão de meu vínculo institucional atual, exercendo a função de chefe da Coordenadoria de Estudos Jurídicos, e das inúmeras pesquisas que realizei ou solicitei ao longo dos anos. Desde meus primeiros dias como procuradora do Estado, ainda na sede localizada no Edifício Castelo Branco (atualmente ocupada pelo Museu Oscar Niemeyer), a Biblioteca da PGE era o local que me acolhia todos os dias para a realização de pesquisas, estudos e trabalhos, local onde sempre fui bem recebida e atendida. Além disto, noto que o amor aos livros, à pesquisa, à Biblioteca e à própria instituição está sempre estampado no semblante de quem ali trabalha”, opina Leila Cuéllar.

Sobre a Biblioteca

Desde sua criação, através da Lei nº 236 de 19 de agosto de 1949, a Biblioteca da Procuradoria-Geral do Estado passou por diversas mudanças, entre elas, seu próprio nome. Iniciou com o nome de Divisão de Documentação e Bibliotéca, Serviço de Bibliotéca e Jurisprudência, Biblioteca, Divisão de Pesquisa e Divulgação Jurídica e por fim, Biblioteca.

Com o passar dos anos, a Biblioteca evoluiu. Além do acervo físico, com as alterações tecnológicas e das fontes de pesquisa, passou a ter assinatura de duas plataformas digitais (BIDFFORUM e RTONLINE), além de parecerias com outras Bibliotecas, possibilitando empréstimos interbibliotecas. Há também uma seleção de livros de literatura, idealizada por Dra. Silmara Bonatto Curuchet, quando foi diretora-geral da PGE. Trata-se da Biblioteca Helena Kolody.

A Biblioteca Especializada na Ciência do Direito atende toda comunidade Jurídica, como procuradores do Estado, estudantes de Direito, órgãos e instituições afins. As aquisições são feitas, sobretudo, por meio de compras realizadas e por doações efetuadas principalmente pelos procuradores. Em caso de duplicidade, as obras são encaminhadas para bibliotecas que mantêm convênio com a Biblioteca da PGE, entre elas, destacam-se as Bibliotecas de Ciências Jurídicas e de Ciências Humanas da Universidade Federal do Paraná e a Biblioteca da Pontifícia Universidade Católica.

Preocupados com a memória institucional da Procuradoria-Geral do Estado, os servidores lotados na Biblioteca, Patrícia Rezende (Bibliotecária) e Paulo Collaço (Historiador e acadêmico de Biblioteconomia) idealizaram o “Projeto História e Memória da PGE”, que posteriormente será implementado com a finalidade de preservar a memória institucional e resgatar a história construída ao longo dos anos.




Deixe um comentário