Atacadista amplia horários de atendimento nas 26 lojas de Santa Catarina

[#GustavoSiqueira]

Frente ao momento inédito que vivemos, as medidas preventivas adotadas para evitar a proliferação do novo coronavírus devem ser revistas, atualizadas e reforçadas diariamente. Na rede de atacarejos Fort Atacadista, do Grupo Pereira, mais uma medida entrou em vigor nesta quinta-feira (02/04): os horários das lojas foram estendidos, com o intuito de diminuir a permanência de clientes em filas e evitando uma grande concentração de pessoas em uma mesma faixa de horário.

Passaram a valer para as lojas da rede em Santa Catarina os seguintes horários: de segunda a sábado das 7h às 22h e domingo das 8h às 20h. Somente a unidade de Lages opera em horário diferente: das 8h às 20h (de segunda a sábado) e das 8h às 18h (aos domingos). Já a partir deste domingo, dia 5 de abril, por recomendação da ACATS – Associação Catarinense de Supermercados, de segunda a sábado todas as lojas funcionarão das 8h às 21h.

“Acreditamos que com mais tempo para atender haverão menos filas, menos aglomeração e, assim, menos chances para o contágio. Neste fim de semana, mesmo sem a realização do tradicional ‘Dia F’, pode ocorrer uma maior concentração de clientes no estacionamento, por ser o primeiro sábado do mês, e por isso precisamos reforçar os cuidados com todos nas lojas”, explica Leandro Hommerding, gerente regional de marketing do Fort Atacadista.

 
O Fort reforça o pedido para que se dirijam às lojas somente os clientes que realmente estejam precisando abastecer suas casas, e que, preferencialmente, cada família escolha um único representante para fazer as compras. É indicado que idosos, pessoas de grupos de risco e crianças fiquem em suas casas.

Como o transporte público nos municípios catarinenses segue interrompido, segundo decreto do governo, a direção do Fort Atacadista locou vans que fazem rotas pelos endereços dos funcionários, e, para alguns, está autorizando a utilização de motoristas de aplicativos, como o Über. As caronas entre colegas da empresa também estão sendo estimuladas, com as despesas de combustível ressarcidas pelo Fort.

Outras medidas em prol da saúde

Na última semana a rede já havia divulgado a instalação de painéis de acrílico em todos os caixas (checkouts), como mais uma forma de evitar a exposição de clientes e colaboradores ao risco de contágio. Medidas preventivas como a desinfecção das mãos, cestas e carrinhos na entrada das lojas e a limitação da entrada de clientes nas unidades seguem em vigor. “Além de monitorar as filas, também buscamos orientar os clientes sobre a distância segura das outras pessoas, de um a dois metros, inclusive no interior da loja”, explica Delza Feitosa, gerente de uma das lojas do Fort em Santa Catarina.

Outra dúvida recorrente entre os clientes é sobre o abastecimento das lojas. Mas a rede enfatiza: está trabalhando junto aos seus parceiros, fornecedores das indústrias, para reforçar o abastecimento e não comprometer os estoques das lojas. Por isso, não há motivo para estocar alimentos e produtos de higiene.

Newsletter

Ama a tríplice fronteira tanto quanto nós? Assine a newsletter 100fronteiras e receba conteúdo exclusivo. Seu apoio aprimora nosso trabalho para que possamos ajudar a aprofundar sua conexão com Ciudad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú enquanto investimos no futuro do jornalismo local.

Participe da comunidade 100fronteiras

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e a integração dos três países. Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da fronteira, apresentando novos lugares, histórias. Assinando você receberá conteúdos e promoções exclusivas.

Entre em nosso grupo do Whatsapp. Apoie a mídia local!

Nos encontramos lá, até mais!



Deixe a sua opinião