A UNILA é uma das instituições de ensino superior participantes do Programa Integração Universidade Empresa, que busca a inserção de estudantes de graduação ou pós-graduação, professores e empreendedores em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Promovida pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e Itaipu Binacional, com apoio do Sebrae Paraná, a iniciativa faz parte do Programa Acelera Foz e tem como objetivo proporcionar o desenvolvimento de soluções para micro, pequenas e médias empresas.

Além disso, a iniciativa busca diminuir a evasão de estudantes universitários, tanto da graduação como da pós-graduação, neste período de pandemia, por meio da oferta de bolsas na modalidade Pesquisador na Empresa.

De acordo com o edital, disponível na página do programa (https://www.pti.org.br/pt-br/acelerafoz), o valor das bolsas para o estudante é de R$ 800, por um período de 9 meses, sendo 90% custeados pelo Programa Acelera Foz e 10%, pelas empresas. Cada empresa pode receber até três bolsistas. No total, o programa está oferecendo 200 bolsas para as empresas da cidade. O prazo para a apresentação das propostas é 2 de agosto.

As empresas interessadas em buscar apoio da UNILA devem preencher um formulário prévio (https://bit.ly/form_unila) e entrar em contato com o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/UNILA), através do e-mail nucleo.inovacao@unila.edu.br, para apresentar uma proposta.

O NIT/UNILA irá elaborar o projeto em conjunto com a empresa. A partir do projeto, a UNILA fará a seleção dos estudantes e dos professores, que serão os orientadores das atividades.

A UNILA oferece 29 cursos de graduação (https://portal.unila.edu.br/graduacao), em diferentes áreas do conhecimento.

Também oferece 12 mestrados e 1 doutorado (https://portal.unila.edu.br/mestrado).

Além disso, dispõe de uma variedade de laboratórios e de equipamentos de última geração, que poderão ser utilizados pelos bolsistas no desenvolvimento de suas atividades.

“O grande diferencial da UNILA é sua capacidade de oferecer bolsistas para problemas de pequena e média complexidade das empresas. Como temos alunos de graduação, mestrado e doutorado, temos a possibilidade de disponibilizar um aluno que entenda a organização em diferentes níveis de complexidade”, ressalta Daniel Nascimento, representante da UNILA no Programa Integração Universidade Empresa e integrante do NIT/UNILA.

Assim, exemplifica, ao escolher os bolsistas, as empresas interessadas podem optar, ao mesmo tempo, por alunos de graduação e pós-graduação, uma vez que é possível dispor de até três bolsistas. “O NIT/UNILA ajuda a identificar o perfil do aluno e do curso com maiores chances de resolver a problemática”, completa.

As empresas poderão apresentar propostas para atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, inovações organizacionais e demais inovações não tecnológicas. Também podem apresentar problemas a serem solucionados ou oportunidades de melhoria a serem implementadas.

“Esse programa abrange todos os tipos de inovação, tanto a tecnológica como a inovação social, porque não restringe ramo de atuação das empresas”, destaca Nascimento.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião