8 de abril: Dia Mundial de Luta Contra o Câncer

161

O Dia Mundial de Luta Contra o Câncer, celebrado no dia 8 de abril, foi criado pela União Internacional de Controle do Câncer (UICC) para informar a sociedade sobre o combate da doença que a cada ano atinge milhares de pessoas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2030 haverá cerca de 27 milhões de novos casos de câncer em todo o mundo e 17 milhões de mortes pela doença. Os países em desenvolvimento serão os mais afetados, entre eles, o Brasil.

O crescimento da doença na última década, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), foi de 20%. O oncologista cooperado à Unimed Blumenau, Dr. Omar Machado Filho, ressalta que “o Dia Mundial de Luta contra o Câncer é importante para informar sobre a necessidade de avaliações periódicas dos pacientes, além de conscientizar que o câncer é uma das doenças de maior incidência, mas que tem cura”.

 

No entanto, o câncer ainda é considerado um dos principais causadores de mortes pelo mundo. Por isso, de acordo com Machado Filho, o diagnóstico precoce é essencial e indispensável, pois somente assim será atingido o maior índice de cura da doença.

 

“Para prevenir o câncer, são recomendadas as realizações de diversos exames, como: colonoscopia após os 50 anos de idade para homens e mulheres; mamografia para as mulheres após os 40 anos de idade; exames de próstata anualmente nos homens. Nos casos de pessoas com doenças familiares, são necessários exames específicos para a verificação da possibilidade de neoplasia familiar”, informa o oncologista cooperado à Unimed Blumenau.

 

O Câncer

A célula cancerígena é caracterizada por uma alteração biológica que ocasiona o crescimento desordenado e a formação de novos vasos sanguíneos nas células. Quando essas células com problemas entram em vasos sanguíneos e linfáticos, causam as conhecidas metástases. “As principais causas do câncer são fatores externos como alimentos processados, dieta rica em gorduras e carboidratos, pobre em fibras, falta de atividade física, fumo, álcool em excesso e alguns tipos de vírus. As alterações genéticas, geralmente ligadas ao histórico familiar, respondem por cerca de 10 % dos casos de câncer”, informa Filho.

 

O especialista ressalta que as pessoas devem manter hábitos saudáveis diariamente, como uma boa alimentação, praticar atividades físicas ao menos três vezes na semana, diminuir o máximo possível do estresse e manter os exames preventivos em dia.




Deixe um comentário