5 dicas de como valorizar seu imóvel para venda

728

Já falamos aqui no portal sobre como você pode proteger seus bens e patrimônios de imprevistos. Dessa maneira, você pode manter tudo em seu imóvel em ordem e sempre em perfeito estado. Entretanto, para quem quer valorizar o imóvel para a venda, isso é só um dos passos.

Vender uma casa exige que o proprietário se atente a muitos fatores, que nem sempre se relacionam diretamente à condição do imóvel ou dos itens que ali estão. Veja abaixo:

  • Lembre-se de pesquisar o valor do imóvel

Infelizmente o imóvel pelo qual você tem tanto apreço não vai valer, na maioria das vezes, o que você pensa que ele vale inicialmente. Isso porque são muitas as razões que influenciam na valorização e desvalorização de bens imobiliários.

Pesquise em diversos lugares e leve em conta a localização. Entenda o que pode ou não estar acontecendo por ali para que o imóvel seja tão valorizado ou tão desvalorizado e bata o martelo em um número que achar justo. Entretanto, caso tenha possibilidade, chamar um avaliador é sempre uma boa opção.

  • Mantenha a documentação do imóvel em dia

Existem muitos documentos importantes para que seja realizada a venda de um imóvel, e todos eles precisam estar em dia para que a negociação ocorra da maneira correta.

Além disso, as despesas devem estar todas pagas, para que não haja problemas durante a negociação posterior do imóvel. Veja a lista completa de documentos:

Referentes ao imóvel 

  • Certidão negativa de impostos (Prefeitura) ou cópia do carnê do IPTU referente aos últimos cinco anos;
  • Cópia autenticada dos boletos de IPTU pagos durante o ano até a data do negócio;
  • Certidão negativa vintenária de ônus reais — todo o histórico do imóvel dos últimos 20 anos, com discriminação de toda e qualquer dívida existente;
  • Registro de ações reipersecutórias e alienações, emitido pelo Cartório de Registro de Imóveis;
  • Averbação da construção;
  • Certidão negativa de débitos condominiais (para apartamentos);
  • Planta do imóvel com assinatura do engenheiro ou arquiteto responsável, com respectivo número de registro profissional. Pode ser um croqui, desde que contenha as dimensões;
  • Cópia autenticada da escritura em nome dos vendedores, registrada no Cartório de Registro de Imóveis.

Documentos do vendedor 

Caso o vendedor seja pessoa física, como exposto neste texto, deverá apresentar algumas certidões negativas:

  • Ações cíveis, na justiça, na fazenda (Estadual e Municipal);
  • Interdição, tutela e curatela;
  • Protesto de títulos.

Além desses, caso o vendedor seja comerciante, devem ser apresentadas ainda uma certidão de quitação de tributos, uma relacionada à dívida ativa da União e CND/INSS, pela Lei nº 8.212/91.

  • Faça um bom anúncio do imóvel

Tudo começa pelas imagens, que devem ser claras, do melhor ângulo possível (fazendo com que os cômodos pareçam maiores) e de boa qualidade.

Além das imagens, uma boa descrição é imprescindível. Um fator importante no caso de imóveis à venda é, evidenciar um bom ponto do local no título e então ser detalhista no restante do texto. Escreva de maneira objetiva e direta, para que somente o que importa esteja lá, sem exageros. Como estes aqui.

A localização, é claro, deve estar expressa de maneira exata no anúncio, para que não haja nenhuma dúvida.

Como deixar o imóvel pronto para receber os potenciais compradores?

 Alguns detalhes merecem seu cuidado e são tudo o que falta para seu imóvel ficar atraente para os compradores, além de ser mais valorizado, é claro. Veja:

  • Faça pequenos reparos

Com pequenos investimentos é possível corrigir qualquer problema menor que haja no imóvel, como rachaduras em paredes ou furos, até mesmo de pregos. O mesmo vale para vazamentos ou infiltrações de menor escala. Lembre-se que este dinheiro investido voltará com lucro se todos os consertos forem bem feitos!

  • Invista em boas melhorias em caso de reforma

Um imóvel reformado, dependendo da reforma, pode valorizar muito. Porém, uma escolha errada pode retirar completamente as características originais do local, fazendo com que ele tenha um aspecto um tanto quanto artificial, com diversos cômodos muito alterados.

Caso pense em vender um imóvel no futuro, evite as reformas e, caso vá fazê-las, estude muito bem as possibilidades do mercado.

  • Atenção à fachada

No caso de realizar a venda de uma casa, a fachada realmente é a primeira impressão que o comprador terá, por isso precisa estar bem pintada, conservada e sem pichações.

Na situação da venda de um apartamento, a fachada é, também, um fator de cautela, pois mudá-la de alguma maneira pode ser considerado alteração de fachada, e ir contra o regulamento interno condominial.

  • Cuide da elétrica e hidráulica

Problemas como pisos quebrados, vazamentos ou ralos entupidos são um incômodo e pesarão na hora de vender o imóvel. Por isso, mantenha sempre os problemas elétricos e hidráulicos consertados. Isso evita más impressões e mostra mais cuidado com o imóvel.

  • Procure um home staging 

O home staging ficou muito popular nos Estados Unidos nos últimos anos. A prática se refere à contratação de um arquiteto ou designer de interiores para redecorar o imóvel, já com foco nos potenciais compradores. É comparada a uma maquiagem, feita especificamente para agradar um tipo certo de público. O investimento é alto, mas dá resultado. Segundo A Real Estate Aging Association, a venda ocorre em média 78% mais rápido com a técnica.

 

Texto: Maria Caroline Soares




Deixe um comentário