Contato

+55 (45) 3025-2829

Whatsapp

+55 (45) 9118-2401

Foz do Iguaçu

Maior congresso de Comunicação terá representante Iguaçuense

Maior congresso de Comunicação terá representante Iguaçuense
100Fronteiras 100Fronteiras
01/08/2017 10:19hs

Alunos de comunicação de todo o Brasil tiveram uma excelente notícia na noite de segunda-feira, após sair o resultado da aprovação de trabalhos para o Intercom 2017 – o maior congresso de Comunicação da América Latina.

 

 

Entre eles está o universitário iguaçuense Alexandre Martins, graduando do 8º período de Jornalismo da UDC. Ele vai para Curitiba defender o artigo científico “A violência simbólica como catalisadora da chaga violência-doméstica”. “A gente precisa descontruir as violências até que elas sejam apenas um pesadelo do passado. A violência doméstica, então, é uma chaga silenciosa que fere milhões de mulheres e crianças no Brasil todos os dias, todas as horas, inclusive agora.” – revela o autor.

 

 

Não é a primeira vez que Alexandre tem um artigo científico aprovado pela instituição de renome em Comunicação Social no Brasil, a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação – INTERCOM. Em junho desse ano Alexandre viajou a Caxias do Sul no Rio Grande do Sul levando o nome de Foz do Iguaçu na fase regional do evento. Para ele, a primeira etapa foi mais tranquila, pois a nível nacional o risco de não ser aceito é muito maior.

 

 

Alexandre confessa: “Eu conversei com pessoas em Caxias que estavam no Congresso Regional, mas não tiveram seus artigos aprovados.

 

Isso me assustou bastante. Por um momento pensei que não fosse ter aprovação agora porque é outro nível de Congresso e vai ter gente da América Latina toda lá. Mas deu certo!”

 

 

UMA VONTADE INCOMUM

O interesse pelo ensino e pesquisa não é uma atividade comum entre graduandos brasileiros. Segundo uma pesquisa do jornal O Globo apenas 2% dos jovens querem ser professores. A baixa tabela salarial e pouco retorno imaterial são as principais causas da reação dos alunos. Então, o que leva essa pequena fatia a seguir o caminho escolhido? Quem está na caminhada responde:

 

 

“Amor. Quem estuda jornalismo não estuda por dinheiro, mas por amor e vontade de transformar o mundo. É a pesquisa que dá estofo para toda e qualquer área de desenvolvimento científico humano, como o jornalismo. Me deixa muito feliz saber que de alguma maneira eu pude contribuir com um artigo neste universo infinito de possibilidades no campo da comunicação” – finaliza Alexandre.

 

 

Sendo o primeiro iguaçuense a defender um artigo científico sobre violência doméstica e violência simbólica no maior congresso de Comunicação da América Latina, Martins levanta uma pauta atualizada e que necessita de mais visibilidade.

 

 

Desde outubro de 2015 Alexandre vem pesquisando sobre o tema que é a proposta de Trabalho de Conclusão de Curso do graduando. Como produto, desenvolve um livro-reportagem, no qual irá contar a história de Ana Maria de Jesus, pseudônimo de uma mulher real, vítima de violência física, sexual, psicológica, moral, patrimonial e simbólica.

 

 

A INTERCOM

 

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação – INTERCOM – promove anualmente dois níveis de congresso: o regional – um em cada região do país – e o nacional, que reúne os melhores produtos laboratório dos encontros regionais, além de artigos e outras peças. Em 2014 o evento foi realizado em Foz do Iguaçu, tendo como sede a UDC – Centro Universitário Dinâmica das Cataratas.

 

 

ALEXANDRE MARTINS

 

Nasceu em Foz do Iguaçu, mas mora há 15 anos em Itaipulândia. Atualmente é assessor de comunicação e imprensa. Graduando em Jornalismo pela UDC, tem experiência em reportagem para TV, revista e portal, cinegrafia, edição e produção. Em 2016 publicou seu primeiro livro “Alma: contos de amor e outras histórias”, disponível para download gratuito no site do autor http://arosredondos.com.

 

ASSESSORIA