Contato

+55 (45) 3025-2829

Whatsapp

+55 (45) 9118-2401

Foz do Iguaçu

Economia colaborativa: era pra ser... e fazer!

Economia colaborativa: era pra ser... e fazer!
100Fronteiras 100Fronteiras
28/09/2016 09:37hs

Por: Eric de Gaia (na foto)

 

Todos sentimos e percebemos que mudanças profundas estão acontecendo em nossos modelos sociais.

 

O que muitos chamam de crise política e econômica deve ser percebida como a manifestação de uma grande crise ética e de valores, que vem provocando urgentes reflexões socioeconômicas e desencadeando uma série de transformações em todo o planeta.

 

É notório que o modelo de livre concorrência, de acúmulo de riquezas e de consumo inconsequente não é sustentável e que estas práticas desencadearam vários bugs em nosso sistema de vida, tais como a desigualdade social, os problemas climáticos e o alto índice de infelicidade no trabalho.

 

Mais do que uma era de mudanças, presenciamos uma verdadeira mudança de era.

 

Em toda a jornada da evolução humana nunca tivemos tantos recursos – intelectuais, tecnológicos, sociais e diria até espirituais – como temos hoje. Recursos estes que são capazes de impulsionar o que alguns pensadores chamam de “A Grande Virada”.

 

Neste contexto, a economia colaborativa emerge como um sistema econômico formado por redes descentralizadas e mercados que desbloqueiam o valor de ativos subutilizados, promovendo o encontro entre a necessidade e o acesso, criando formas que subvertam o modelo tradicional de fazer negócios.

 

Porém, muito além de somente mudarmos a forma de consumir e de fazer negócios, urge uma percepção mais profunda desta transição, sendo preciso vislumbrarmos o grande emaranhado de movimentos que se manifestam.

 

Esta (r)evolução vem acontecendo de forma sistêmica, como um grande fractal de microrrevoluções inter(in)dependentes, pois carece do despertar da consciência individual e, por consequência, de ações práticas coletivas.

 

Buscando atuar de maneira ativa neste cenário em transição, a Uniamérica vem incorporando o modelo mental colaborativo em suas práticas, processos estruturais e até mesmo em seu conteúdo acadêmico, sendo a primeira IES do Brasil a oferecer o tema da economia colaborativa como parte do currículo dos cursos de Administração e Engenharia. Também estamos lançando uma série de cursos de MBA na área de negócios, nos quais os paradigmas da economia colaborativa são os norteadores, além da criação do BIØMA – Ecossistema de Empreendedorismo e Economia Colaborativa, que catalisará projetos que promovem inovações sociais.

 

Eric de Gaia

Gestor de Inovação e Estratégias de Marketing da Uniamérica

Coordenador dos Cursos de MBA em Negócios da Uniamérica

Cogestor do BIØMA – Ecossistema de Empreendedorismo e Economia Colaborativa

Leia também

Dicas para começar o ano de forma saudável

Dicas para começar o ano de forma saudável
Colaboração: Magda Stapf Amancio (nutricionista da Clínica Emagrecentro)   Todo fim e início de ano é o mesmo dilema. As pessoas aproveitam tudo o que podem, comem de tudo o que têm vontade e depois ficam com peso na consciência pensando na tal da dieta. Diante disso, entram em cena...