Contato

+55 (45) 3025-2829

Whatsapp

+55 (45) 9118-2401

Foz do Iguaçu

Como saber mais sobre o Aedes aegypti

Como saber mais sobre o Aedes aegypti
Patrícia Buche Patrícia Buche
01/04/2016 10:26hs

Foz do Iguaçu vive uma epidemia do mosquito Aedes aegypti (nome que significa “odioso do Egito”), causador da dengue, zika vírus e febre chikungunya. Como evitar a proliferação desse mosquito as pessoas já estão cansadas de saber. Mas e como é o ciclo de vida dele, você sabe? Vamos mostrar aqui, de forma simplificada, como ele se desenvolve e as diferenças entre o Aedes aegypti e o mosquito Culex quinquefasciatus (popularmente conhecido como pernilongo).

As 4 fases do mosquito Aedes aegypti

Ovo

Uma fêmea pode colocar 1.500 ovos durante a sua vida. Eles têm cor branca, mas com o passar do tempo escurecem devido ao contato com o oxigênio. Possuem cerca de 0,4 mm de comprimento e podem sobreviver até 450 dias fora d’água. Em condições favoráveis de umidade e temperatura, o desenvolvimento do embrião do mosquito é concluído em 48 horas. E para ir do ovo à forma adulta, leva um período de dez dias.

Larva

As larvas têm aproximadamente o tamanho de uma cabeça de agulha de costura e desenvolvem-se em água parada, limpa ou suja.

Pupa

Corresponde à fase aquática do ciclo.

Adulta

Nesta fase, machos e fêmeas alimentam-se de substâncias açucaradas, como néctar e seiva. As fêmeas necessitam de sangue humano para se reproduzirem, por isso só elas picam – como o macho não produz ovos, ele não precisa de sangue. Em geral, mosquitos sugam uma só pessoa a cada lote de ovos que produzem.

A transmissão ocorre quando a fêmea pica uma pessoa infectada pelo vírus.
Após a ingestão de sangue infectado transcorre na fêmea um período de incubação que varia de três a 15 dias. Passado esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e assim permanece durante toda a vida.

*** O único modo possível de evitar a transmissão da dengue é a eliminação do mosquito transmissor.

Sintomas e tratamento

Segundo o médico Antoninho Ricardo Sabbi, para haver suspeita de dengue é necessário febre com duração máxima de sete dias e pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor nos olhos (retro-orbitária), fadiga, dor muscular, dor nas articulações e exantema (pele com manchas vermelhas de forma generalizada). Os sintomas são os mesmos para as três doenças (dengue, zika e chikungunya). Após perceber isso, a pessoa deve procurar um pronto-atendimento e, diagnosticada a doença, começar o tratamento.

“O tratamento depende da classificação da dengue. Ela pode e deve ser classificada pelo médico em Grupo A, Grupo B, Grupo C e Grupo D. O Grupo A, mais leve, pode ser tratado em casa com analgésicos e antitérmicos, mais hidratação adequada (80 ml por quilo nas 24 horas, sendo que um terço deve ser com solução salina oral – soro caseiro = uma colher de sal para cada litro de água – e dois terços, com líquidos caseiros como água, chá e suco). Não precisa necessariamente fazer exames. O Grupo B deve ser tratado num serviço médico, com hidratação igual ao Grupo A, até o resultado do hemograma. Se o hemograma estiver normal, pode voltar para casa e continuar o tratamento do Grupo A. Se estiver alterado, com indicações de dengue Grupo B, o médico fará a hidratação endovenosa adequada e uma reavaliação após quatro horas. Se houver melhora, pode voltar para casa e continuar a hidratação tipo a do Grupo A. Mas se houver piora, o paciente deve ser tratado como o Grupo C. O Grupo C (presença de sinais de alarme: dor abdominal, vômitos incoercíveis, tontura, fraqueza ou desmaio, hemorragia importante, fezes com sangue, sonolência ou irritabilidade, diminuição importante da urina, diminuição repentina da temperatura, aumento repentino do hematócrito, queda abrupta das plaquetas, falta de ar, diminuição da pressão arterial) deve ser internado para tratamento de urgência. O Grupo B (sinais de choque, hemorragia grave, insuficiência renal, ou respiratória, ou hepática) deve ser tratado na UTI. Em geral, o curso da dengue dura sete dias. O agravamento da doença ocorre a partir do terceiro dia, quando cessa a febre inicial.”

A doença pode durar até sete dias. Se a febre passar de sete dias, não é indício de dengue.

Características

É um mosquito doméstico;

Tem hábitos diurnos;

Alimenta-se de sangue humano;

Prefere horários frescos como amanhecer e entardecer, mas pode picar à noite;

É mais comum em áreas urbanas;

Cria-se em água parada, de preferência limpa;

Só a fêmea transmite o vírus;

É mais intenso no verão devido à elevação da temperatura e intensificação de chuvas – fatores que propiciam a eclosão dos ovos;

Transmite a dengue, zika e chikungunya.

DIFERENÇAS ENTRE OS MOSQUITOS

Aedes aegypti

É mais escuro e possui listras brancas no corpo e nas pernas;

Tem menos de 1 cm de diâmetro;

É muito ágil;

Reproduz-se em água limpa;

Ataca em plena luz do dia;

Alimenta-se de sangue, geralmente de partes baixas do corpo, como pés e canelas;

A fêmea é maior que o macho e apresenta tanto a boca quanto as antenas diferentes.

Culex quinquefasciatus (pernilongo doméstico)

Quando adulto tem uma coloração marrom e as pernas não possuem marcação clara;

Prefere a noite, quando atormenta as pessoas com seu zumbido;

Coloca os ovos em água suja e rica em matéria orgânica em decomposição.

Leia também

Papo Sério com Nevio Rafain Jr.

Papo Sério com Nevio Rafain Jr.
Currículo Nasceu em Foz do Iguaçu em 1976. É graduado em Administração com ênfase em Recursos Humanos. É sócio-proprietário do Complexo Rafain, que engloba o Rafain Chopp, 4Sorelle, Taj, Wood’s, Wood’s FM e Motel Play Time.   Um gestor...